Posts com Tag ‘Space Empires’

Space Empires: 4X – resenha

Publicado: 15 de janeiro de 2015 por Alexandre Trentini em Resenha
Tags:, , , , ,

“E então a frota atravessou o espaço desconhecido através de rotas perigosas, por entre nebulosas e cinturões de meteoros, desviando do horizonte de eventos de buracos negros. Os humanos ainda estavam em um espaço desconhecido e os batedores, quando voltavam com novas informações, não eram completamente precisas, mas na maioria das vezes desapareciam sem deixar vestígios e a frota jamais sabia de seus paradeiros.

O homem ainda está engatinhando em um espaço desconhecido, o serviço de inteligência militar espacial ainda é pouco eficaz se comparado aos das Grandes Guerras Mundiais. Se encontrarmos uma ameaça desconhecida além do espaço profundo não há como estimar se nossas forças serão suficientes.

-Almirante, um dos batedores retornou a frota com a informação de que estamos navegando sob território de outra civilização – afirmou o Comandante.

-Comandante, sabemos qual é o tamanho do perigo? Temos alguma informação sobre suas tecnologias ou o tamanho de suas frotas? – respondeu o Almirante.

-Não, senhor, o máximo que conseguiram estimar foi a posição de algumas frotas, mas não conseguem estimar com exatidão o tamanho dessas frotas e nem quais tecnologias possuem. Não sabemos se a civilização é pacífica, mas estimamos que nossas posições provavelmente sejam conhecidas por eles também.

-Todos nós sabemos que o combustível inteiro da frota era só de ida, mas conseguiremos enviar dois mensageiros pelo caminho seguro que traçamos de volta às nossas colônias com a informação de que encontramos uma civilização desconhecida. Estamos em uma guerra contra o desconhecido, a ordem é atirar primeiro, fazer perguntas depois.

-Mas senhor, e se eles forem pacíficos?

-E se não forem? Tenho certeza que não terão piedade de nós, essa é uma luta pela sobrevivência e a ordem é essa, preparem as armas, iremos atacar diretamente suas colônias.

Essas foram as últimas ordens antes de a frota ser dizimada, não por naves inimigas tecnologicamente superiores, mas por meras minas espaciais que explodiram assim que as naves da frota chegaram ao seu destino.”

caixa

(mais…)

Anúncios