Posts com Tag ‘Sébastien Dujardin’

Olá!

Aviso que as impressões abaixo, como dito, são as primeiras, com base em duas partidas, ambas em 3 pessoas.

Em Deus as opções dos jogadores são bem simples: ou usa-se uma carta para fazer uma construção, ou faz-se uma oferenda aos deuses. Cada carta é associada a um dos seis deuses presentes, e coloca-se a carta na coluna correspondente quando utilizada para construir. Paga-se o custo da construção (indicada na carta, normalmente custa materiais – pedra, madeira, trigo ou argila – e/ou dinheiro) e coloca-se o prédio correspondente em algum espaço no tabuleiro adjacente a uma construção sua já no tabuleiro, ou no mesmo espaço de uma construção sua. Então ativa-se a habilidade da construção (todas têm uma, exceto os templos, que só valem pontos ao final da partida). O “pulo do gato” do jogo é que, ao colocar-se uma nova carta na mesma coluna onde já há outras construções, todas as habilidades das cartas serão ativadas, começando de baixo (a primeira construção) para cima (até a última colocada). Isso permite fazer um combos enormes e permite uns turnos memoráveis para o jogador. Por exemplo, digamos que na sua coluna de Ceres hajam três construções e suas habilidades são:
– Escolha uma construção e esta produz o recurso correspondente de onde ela está;
– Ganha-se duas madeiras por construção em florestas;
– Ganha-se duas pedras por construção em montanhas. (mais…)

Anúncios