Nippon – Primeiras impressões

Publicado: 27 de janeiro de 2016 por Alexandre Trentini em Resenha
Tags:, , , , , , ,

Texto baseado em uma partida de Nippon em 3 jogadores.

Nippon

Nippon é o jogo mais novo da dupla de designers, Paulo Soledade e Nuno Bizarro Sentieiro (Madeira, Panamax) lançada em Dezembro de 2015 pela editora What’s Your Game.

O  jogo tenta recriar o cenário da revolução industrial ocorrida no século XIX no Japão onde cada jogador assume o papel de um Zaibatsu, família que controla um grande conglomerado de empresas que controla o mercado no Japão e o objetivo é ser o Zaibatsu mais bem sucedido ( com mais pontos de vitória) ao final do jogo.

Nippon é um jogo de 2 a 4 jogadores jogado em turnos individuais onde cada jogador em seu turno pode: pegar um meeple do tabuleiro, colocar em seu tabuleiro pessoal e executar a ação da área de onde o meeple foi retirado ou consolidar seu conglomerado.

Os turnos seguem de uma forma contínua sem possuir rodadas definidas até que acabem os meeples do tabuleiro. Quando isso ocorre, os meeples são repostos aleatoriamente vindos do saco e o marcador de pontuação avança um espaço, a cada 2 espaços avançados ocorre uma pontuação, após 3 pontuações o jogo termina.

Entre as ações disponíveis, ao retirar um meeple, estão ações de criar fábricas, implantar máquinas nas fábricas, produzir, abastecer o mercado nacional, cumprir contratos internacionais, aumentar o abastecimento de carvão, melhorar o conhecimento, colocar no tabuleiro frotas de trens e navios.

Ao consolidar o jogador devolve ao banco todo o dinheiro e carvão que sobraram em seu estoque pessoal, reabastece o estoque com o dinheiro e carvão de acordo com seu incomming, pega um multiplicador com um bônus de acordo com a quantidade de meeples que usou e por último paga 3.ooo Yens por cor diferente de meeple que contratou em seus turnos anteriores antes de consolidar.

O multiplicador adquirido na fase de consolidação irá multiplicar por 2, 3, 4 ou 5 (dependendo de quantos meeples foram usados antes da consolidação) um aspecto da partida do jogador no final da partida e transformar em pontos de vitória. Por exemplo se o jogador é um grande produtor de carvão, ele pode colocar o multiplicador 5 nesse aspecto e ao final da partida ele irá receber vários pontos de vitória de acordo com a trilha de produção de carvão.

O tabuleiro é o mapa do Japão contendo 4 regiões, cada região possui 2 cidades e cada cidade terá demanda diferenciada por produtos, são 4 produtos por cidade que em todo jogo são aleatórios e cada cidade possui 3 produtos que inicialmente são supridos por empresas do exterior. Uma parte fundamental do jogo é que cada jogador irá tentar suprir uma demanda de produtos para o Japão ganhando influência em uma região por esse produto suprido. Quando as pontuações ocorrem, cada jogador ganha pontos de acordo com a posição de influência com relação aos outros jogadores e às indústrias externas.

tabuleiro

Conclusão

Nippon é um jogo bem inteligente onde a fluidez no jogo é constante, como cada jogador pode executar apenas uma ação em seu turno, o jogo se torna relativamente eficaz em reduzir o tempo de espera. As rodadas não são todas bem definidas, em algumas teremos alguns jogadores realizando ações normalmente enquanto outros consolidam, mas os jogadores conseguem acelerar ou retardar a partida de acordo com o estilo de cada um.

O jogo funciona bem em 3 jogadores que foi como jogamos a partida, mas considero que deve funcionar ainda melhor em 4, devido a distribuição dos meeples nas ações do tabuleiro.

A arte do jogo é bem bonita e com informações de fácil visualização, entretanto, eu acho que seria ainda melhor se as regiões do mapa fossem separadas por cor. Elas são separadas por linhas e não é difícil de identificá-las, mas acho que seria ainda mais bonito se tivessem cores diferentes.

Nippon é um jogo euro pesado, apesar de ser fácil de compreender as ações possíveis, é difícil montar uma forma ideal de construir as coisas e quais fábricas explorar, quais bônus de fim de partida adquirir nas consolidações e, o mais importante, quais regiões do Japão irá brigar por influência.

O tema do jogo está lá e funciona bem, mas Nippon não é o que podemos chamar de um jogo super temático. Mas para quem gosta de euros pesados é um prato cheio, várias mecânicas interessantes funcionando de forma elegante.

Todas as imagens de Paulo Soledade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s