Star Realms – Breve comentário

Publicado: 8 de julho de 2015 por Alexandre Trentini em Resenha
Tags:, , , ,

Olá, pessoal, faz algum tempo que não posto alguma coisa por aqui e hoje resolvi postar um breve comentário sobre um jogo que não consigo parar de jogar.

Star-Realms-Full-Cover

As impressões aqui são por conta de várias partidas online e contra a IA na ótima versão digital do jogo, eu o ví sendo jogado uma vez na versão física, mas ainda não tive a oportunidade de jogar a cópia física, entretanto as regras são as mesmas e o fator de diversão é o mesmo.

Star Realms é um jogo de deckbuilding criado por Robert Dougherty (Ascension) e Darwin Kastle publicada pela White Wizard Games em 2014, vencedor do prêmio Golden Geek 2014 na categoria de jogos para 2 pessoas. O tema do jogo é uma batalha entre os jogadores pela dominância da galáxia.

Star Realms tem uma premissa bem simples que o difere de vários outros deckbuildings tradicionais, como Dominion, nele ao invés de o jogador vencer por pontos de vitória,  a vitória ocorre por destruir a reputação do adversário. Por conta disso, o jogo funciona melhor em 2 jogadores, entretanto existem regras para fazer ele funcionar em até 6 jogadores utilizando cópias adicionais do jogo para cada par de jogadores a mais.

Para quem não é familiarizado com jogos de deckbuilding (que eu prefiro chamar de jogos de construção de deck em tempo real, pois o jogador vai construindo seu deck dentro do próprio andamento do jogo e não fora dele como os LCGs ou CCGs), essa mecânica começou com o Dominion e influenciou vários jogos modernos que vieram depois dele, alguns jogos mais complexos e outros ainda mais simples, como é o caso do Star Realms.

Basicamente o jogador joga seu turno realizando suas ações e compras e logo em seqüência descarta toda a sua mão, mesmo que tenham cartas que não tenham sido usadas e imediatamente compra mais 5 cartas de seu deck pessoal de compras, se o deck ficar vazio, o jogador embaralha o descarte pessoal e forma um novo deck de compras. A medida que o jogo avança, novas cartas vão sendo adquiridas que combinam com outras cartas de acordo com as idéias do jogador e o deck vai ficando mais eficiente a cada reembaralhada. Essa é a premissa principal de todo deckbuilding, alguns detalhes serão diferentes em cada jogo, mas essencialmente a idéia é formar um deck de cartas eficiente para ajudar o jogador a realizar as tarefas necessárias para vencer.

Em Star Realms cada jogador possui um valor de 50 em reputação, em qualquer momento que a reputação de um jogador chegar a 0 ou menos, o jogador perde automaticamente. Em seu turno, o jogador pode usar suas cartas da mão para atacar a reputação do adversário, executar ações especiais e/ou comprar quantas cartas quiser e puder comprar da esteira de compras de acordo com o dinheiro adquirido e custo das cartas. Não existe uma ordem fixa para o uso das cartas e execução das ações, o jogo é bem flexível nessa parte. Inicialmente cada jogador possui 8 batedores e 2 vipers em seus decks que não pertencem a nenhuma facção.

Existem dois tipos de cartas: Naves e Bases e elas podem pertencer a 4 facções diferentes: Blobs, Império Estelar, Culto às Máquinas, Federação de Comércio e Troca. Essas cartas estão todas disponíveis para comprar na esteira de compras e mais uma pilha de naves exploradoras que não pertencem a nenhuma facção e ficam fixas na esteira, sempre disponíveis para comprar.

blobs

starempire

tradefederation

machinecult

Cada vez que um jogador compra uma carta nova na esteira de compras, ele coloca-a em sua pilha de descarte e uma nova carta é colocada na esteira, exceto se a compra for de uma nave exploradora.

Quando o jogador joga mais de uma carta da mesma facção no mesmo turno, ele ativa a habilidade de aliados dessas cartas dessa facção, fortalecendo ainda mais a sinergia entre as cartas e formando combinações poderosas de diferentes tipos de habilidades, a maioria de ataque. Portanto é uma boa idéia comprar e colecionar cartas da mesma facção em seu deck.

Dinheiro

Dinheiro

Combate

Combate

Autoridade

Autoridade

Os poderes das cartas se resumem a Ataque, Moeda para aquisição de novas cartas, recuperação de reputação e algumas habilidades especiais inerentes ao estilo de jogo de cada facção.

A diferença entre as bases e as naves é que quando a base é jogada ela permanece na mesa na frente do jogador, podendo ser utilizada novamente no seu próximo turno, entretanto as bases podem ser destruídas caso o jogador adversário optar e puder destruir a defesa da base em um único ataque, algumas bases são postos avançados e é necessário destruir essas bases antes de poder atacar a reputação do adversário ou outras bases. Já as naves são cartas que após jogadas por suas ações, moedas e/ou combate, são colocadas na pilha de descarte.

Nave a esquerda, Base a direita

Nave da facção Culto às Máquinas a esquerda, Base da Federação Comercial a direita

Acabei me prolongando mais do que devia nas regras, como sempre. O fato é que o jogo é extremamente viciante e muito simples, além de rápido; uma partida dele demora em torno de 20 minutos, tornando ele ideal para um filler. A arte das cartas é muito bonita e o preço de aquisição dessa jóia é excelente, cerca de 10 dólares + frete, recomendo a todos.

Todos os créditos das imagens são do site oficial, onde vocês podem obter mais informações sobre o jogo e adquirir a versão digital, que é gratuita, mas com possibilidades reduzidas na versão gratuita, bem como compatibilidade com o Android, iOS, Mac OS e Windows: starrealms.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s