Resenha “Somente o Básico”: Memoir 44

Publicado: 9 de fevereiro de 2015 por Binderman em Resenha
Tags:

Aviso: O objetivo das resenhas “Somente o Básico” é escrever o mínimo necessário para que o leitor entenda e se interesse pelo jogo.

Sobre o Memoir 44:

1) O que é?
Um jogo da Segunda Guerra Mundial onde você controla tropas aliadas ou do eixo durante batalhas inspiradas em eventos reais de 1944.

2) Como se joga?
Compre e jogue cartas, mova miniaturas, role dados de ataque e colecione medalhas. Cada cenário representa uma batalha real, tem um contexto histórico, objetivos e configurações diferentes. Pra se manter fiel aos eventos reais ocorridos, os lados (eixo e aliados) são normalmente desbalanceados. Mas isso não é um problema já que cada partida consiste em duas batalhas nas quais os jogadores trocam de lado. O jogo usa uma mecânica esperta chamada “Command and Colors” na qual o jogador deve escolher uma carta para ativar unidades de uma seção determinada do tabuleiro. O vencedor é aquele que colecionar mais medalhas durante as duas batalhas.

3) Quais são as decisões que você pode tomar?
– Elabore um plano geral de acordo com os objetivos do cenário. Por exemplo, unidades menos protegidas podem ser os melhores alvos.
– Escolha uma de suas cartas e jogue-a. Existem cartas comuns que são usadas para ativar (mover e atacar) unidades de uma determinada seção e cartas especiais que permitem ações poderosas como cura, ataque aéreo, ativar todas as unidades de um determinado tipo, etc.
– Decida quais unidades você irá mover e quais você irá atacar.

4) Quais as coisas boas do jogo?
– A variedade de cenários históricos. Apesar de existirem apenas quinze cenários no jogo base, eles podem ser jogados várias vezes sem perda de diversão. Além disso existem livros cheios de cenários alternativos, e muitas expansões.
– A simplicidade do jogo. Se você gosta da historia da guerra mas não gosta de jogos de guerra altamente complicados com muitos detalhes, este pode ser um bom jogo para você. Sua duração é relativamente curta, fica bem bonito na mesa, tem um número decente de decisões a cada rodada e oferece pelo menos uma hora de diversão.

5) Quais as más notícias?
– Você rola apenas dados de ataque. É possível que apenas uma solitária miniatura de soldado (que representa um conjunto de soldados reais) derrote alguns tanques em uma única rolagem de dados. O defensor nada pode fazer a não ser evitar que a situação ocorra.
– Azar nas cartas. É possível não ter nenhuma carta com a seção das unidades que você deseja ativar.

6) Como você se sente ao jogar?
Se você gosta de história da guerra e de jogos leves, poderá gostar do contexto histórico, posicionamento das tropas no terreno e o que aconteceria se algumas decisões fossem diferentes, sentindo-se um general em uma campanha pela vitória.

Créditos das imagens: Days of Wonder

Anúncios
comentários
  1. Cesar Cusin disse:

    Olá meu amigo… parabéns pelo artigo… o jogo tem muita dependência de idioma? Obrigado!

    Curtir

    • Binderman disse:

      Tem pouca dependência. A maioria das cartas não precisa saber inglês pois o desenho mostra muito claro o que pode ser feito. Entretanto existem cartas especiais (não são muitas) onde há um texto explicando o efeito.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s