Doom – relato de sessão (5º cenário – And Hell Followed)

Publicado: 9 de janeiro de 2014 por Tiago Perretto em Relato
Tags:, , ,

Olá, pessoas!

Segue o relato da última sessão da campanha do Doom.

– Doom: The Boardgame (Marcelo, Éder, André e eu) – foi o finale da campanha, onde jogamos o cenário E Seguiu-se o Inferno (And Hell Followed). Antes de começarmos, os soldados adquiriram novas habilidades, o que tornou o soldado André num sniper, o Marcelo ganhou mais vida e o Éder virou um oficial – supomos que ele pegou a jaqueta de algum oficial que ele encontrou morto pelo caminho. O cenário começa com os soldados procurando pelo soldado Frank, que os ajudara anteriormente. Porém eles encontram somente o cadáver dele, pois Frank suicidara-se, deixando uma mensagem que depois do que ele havia visto, ele não conseguiria continuar vivendo. Os monitores da sala de segurança estavam destruídos e nas plaquetas havia a identificação de que os mesmos vigiavam as áreas adiante pela qual os soldados teriam que passar para chegar até a área de lançamento das naves de emergência. Definitivamente não era algo animador. Mas, sem opções, eles seguiram adiante, armados com o pequenos arsenal que havia no armário da sala de vigilância.

Os invasores estavam em quantidades cada vez maiores, quanto mais perto da saída os soldados chegavam. A estrutura da base parecia particularmente enfraquecida por ali, com as vigas de metal gemendo e tremores sendo sentidos nas paredes e chão. Essa, no entanto, era uma preocupação menor, pois as lutas exigiam a maior atenção dos soldados. Talvez pela iluminação problemática, estando os corredores banhados naquela inconstante luz vermelha de emergência, a mira de ambos os lados estava defeituosa, e o combate parecia mais um conflito de atrito do que um tiroteio aberto pelos corredores da estação. Os soldados estavam conseguindo avançar bem, tendo encontrado uma chave de segurança nas mãos de um militar que, naquela manhã que parecia a mil dias no passado, iria ser o guia deles pela base. O soldado Marcelo valeu-se da chave para obter acesso a um trio de extensos corredores onde havia a maior concentração de invasores que ele já avistara.

A porta aberta atraiu a atenção dos invasores, que começaram a encaminhar-se na direção da dupla de soldados, pois o terceiro do trio, o soldado André, estava bastante atrás, tendo que lidar com incessantes ataques dos Trits. A primeira linha de monstros era composta por Mancubus, e esses foram recebidos por um cordão de granadas lançadas pelo Éder e pelo Marcelo, mas ainda assim os três Mancubus resistiram o suficiente para causar danos significativos aos soldados. Mesmo após a queda dos Mancubus, os corredores ainda estavam apinhados de Zumbis, Imps e Trits, e, mais longe, um trio de Arquiviles coordenavam os esforços dos invasores para destruir os soldados. Os soldados uniram-se e optaram por seguir juntos pelo corredor sul, o qual, de maneira paulatina, limparam de ameaças, ainda que não conseguissem evitar os ataques surpresa promovidos pelos Trits.

Os invasores juntaram-se diante da porta de segurança, esperando pela vinda dos soldados, e ali houve a maior concentração de disparos e ataques já ocorrido. Granadas estouravam, enquanto raios de energia, e projéteis de metralhadora e da arma de corrente partiam as fileiras de monstros. Os soldados conseguiram passar pela porta de segurança e sabiam estar próximos de seu objetivo, mas antes precisavam achar uma outra chave, a que daria acesso ao local de lançamento das naves. Isso os levou até outra grande sala, esta também tomada de inimigos, mas contendo alguns recursos inestimáveis para os soldados – munição, kits médicos e armas de grande potência, incluindo uma arma de plasma e um protótipo da BFG.

O tempo parecia estar no final, pois era esperado que tão perto da base de lançamento, os soldados ouviriam o decolar das naves, mas no silêncio de entre os tiroteios, conseguiam ouvir somente os gemidos e os tremores da própria base. O Marcelo encontrou a chave de segurança, e os soldados animaram-se: estavam perto de escaparem deste inferno! Eles retornaram até o corredor, onde abriram a porta de segurança e a esperança deles virou cinzas, pois ali viram um trio de Cyberdemons, caminhando entre cadáveres e espaçonaves destroçadas. Não havia escapatória, não mais. Mas poderia haver vingança. Os soldados atacaram com tudo o que tinham, e derrubaram dois dos Cyberdemons e feriram o último, porém o tempo encerrara e a escuridão estava vindo para envolver aos soldados e, logo, à toda a humanidade.

Doom

**************

Foi uma partida em que desafiamos toda a lógica e probabilidade. Nunca antes na história desse país alguém errou tantos ataques em sequência como fizemos. Desde o começo o Marcelo e eu estávamos disputando para ver quem errava mais, porém, na batalha do corredor triplo, fizemos história: eu errei 5 de meus 7 ataques, o que já é bisonho. Mas então os soldados erram todos e seis ataques que realizaram! Uma sequência no geral de sete erros seguidos (um meu mais os seis deles). Um absurdo. E não diminuímos muito esses números depois – eu continuei errando vários, e eles também. Mas a coordenação dos soldados estava bem boa, tanto para cobrir linha de visão quanto para saber quem deveria fazer o quê. Com 5 frags antes de eles sequer encontrarem a sala final, achei que eles sequer conseguiriam chegar na sala, mas eles resistiram contra tudo e chegaram até a shuttle bay. O objetivo final do cenário era que eles eliminassem os três Cyberdemons, e dois foram mortos e o terceiro ferido. Um turno a mais e a vitória trocaria de mãos, mas meu baralho acabou e marquei o frag final por causa disso. No limite!

E foi isso!

Abs,

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s